27 de julho de 2023

Academia de Literatura, Cultura e Artes da Amazônia dá posse a novos membros

Um dos novos membros é o empresário e presidente da ANJD, Marcelo Generoso, além do presidente da TV Encontro das Águas, Oswaldo Lopes, e do advogado Marco Aurélio Choy

A Academia de Literatura, Arte e Cultura da Amazônia (Alaca) empossou novos membros durante uma cerimônia realizada, na noite de terça-feira (25), na sede da Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomércio), no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul de Manaus.

Um dos novos membros é o empresário e presidente da Associação Nacional de Jornalismo Digital (ANJD), Marcelo Generoso, além do presidente da TV Encontro das Águas, Oswaldo Lopes, e do advogado Marco Aurélio Choy.

Durante o evento, que aconteceu em celebração ao Dia do Escritor, também foi entregue o “Prêmio Pena De Ouro” para personalidades do Amazonas.

Representantes de vários segmentos estiveram presentes, como o escritor Gaetano Antonacio, que ocupa a cadeira de número um da entidade.

Oswaldo Lopes foi escolhido para fazer o discurso em nome dos recém-empossados. “É um sentimento muito gratificante. Fui agraciado pela categoria de escritores e produtores culturais onde eu me encaixo e levo com muita alegria e com muita gratidão esse reconhecimento do setor literário do Amazonas. Honrarei essa missão que recebi de aumentar a participação e na divulgação da cultura dos amazônidas”, declarou.

Além de se tornar novo membro da entidade, o empresário Marcelo Generoso também foi agraciado com o Prêmio Pena de Ouro e expressou a gratidão pelo reconhecimento.

“É honra muito grande fazer parte da Alaca junto com Osvaldo Lopes, presidente da TV Encontro das Águas, onde tem grandes profissionais da comunicação que tem o compromisso, a partir de hoje, de continuar levando informação com credibilidade, informação com isenção e com responsabilidade, como vocês já fazem na TV Encontro das Águas e como eu faço no Portal do Generoso. Então, para mim, é uma honra muito grande, hoje é aniversário do meu pai, 25 de julho, está fazendo 73 anos. É um presente também que eu estou dando para ele de fazer parte da Alaca junto com pessoas excepcionais”, pontuou.

O presidente da Academia, Rômulo Sena, salientou que o Prêmio Pena de Ouro é o reconhecimento das pessoas que estão construindo a literatura, a arte, a cultura e apoiando também tudo está sendo desenvolvido em favor das letras.

“O prêmio também tem um grande objetivo de agregar valores. Os novos membros vêm para somar, para escrever muitos livros, para fazer muitos projetos, porque nós acreditamos num futuro melhor através dos livros”, frisou.

Criada em agosto de 2022, a Alaca é formada por profissionais de diversas áreas, referências da literatura amazônica, como advogados, professores, jornalistas, médicos e economistas. Além de desembargadores, juízes, estudantes, diretores de escolas e escritores.

Av. Nepal, Nº 30
Qd. 105 A - Nova Cidade
Manaus - AM

Siga-nos